O misterioso desaparecimento das abelhas

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Ninguém sabe explicar ao certo o que está provocando, várias teorias foram formulas, várias causas são atribuídas, nenhum consenso até o momento, mas o fato é um só: as abelhas estão desaparecendo. 

Os principais polinizadores do planeta estão em declínio. Previsões catastróficas expostas em películas hollywoodianas narram um colapso mundial com o desaparecimento das abelhas. O cenário, que é obra de ficção, lentamente parece se tornar uma realidade nada agradável.

O sumiço das abelhas está sendo notado por apicultores do mundo inteiro que relatam todos os anos diminuição percentual dos insetos.  De acordo com relatório do Bee Informed Partneship entre os anos de 2012 e 2013, houve uma redução de mais 30% das abelhas nos Estados Unidos.  A situação norte-americana é tão grave que o US Fish and Wildlife Service (FWS), instituição que cuida da preservação do meio ambiente, colocou em 2016, as abelhas na lista de espécies em extinção.

Considerando que os Estados Unidos figuram como um dos maiores produtor de mel do mundo, quase 1/3 de redução no número de abelhas, é um dado assustador. Se o problema fosse só local, já seria suficiente para um alerta em larga escala, mas o fenômeno é presenciado em todas as partes do globo terrestre. Na Europa existe um histórico de incidências desse fenômeno de desaparecimento das abelhas, que é conhecido como Distúrbio do Colapso das Colônias (CCD, do inglês, Colony Collapse Disorder) e no Brasil, apesar de pouco divulgado, o cenário não é muito diferente.

Para entender a gravidade do fenômeno devemos compreender o papel das abelhas na atualidade. Além de indispensáveis na produção mel, as abelhas operaram de forma incisiva na polinização das plantas.  A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) estima que pelo menos um terço da produção mundial de alimentos depende das abelhas. Os serviços prestados gratuitamente pelas abelhas são avaliados em mais de 50 bilhões de dólares por ano.  Com uma importância tão grande na produção de alimentos,  não é difícil imaginar o colapso mundial que causaria a extinção das abelhas.

Mas o que estaria por trás do sumiço das abelhas?

Pode soar estranha essa resposta, mas ninguém sabe ao certo. Várias teorias foram publicadas e diversas causas são apontadas para fenômeno causas variadas estão sendo apontadas para o Distúrbio do Colapso das Colônias.

 Estudos recentes demonstram que as abelhas são muito suscetíveis aos agrotóxicos e o uso em larga escala dos mesmos estaria contribuindo diretamente para a dizimação das abelhas. Mesmo assim, são apontadas causas como desmatamento, queimadas, mudanças climáticas, problemas de nutrição e doenças causadas por fungo e ácaros. 

Deixe seu comentário

Comentários

  • Nenhum comentário